skip to Main Content
duende@divagacoes.org

Hailsa

Pois bem, eu ia deixar pra postar isso outro dia, porém acho que o Louco e o Mago deveriam estar juntos, portanto farei-o hoje também.   :).

No episódio passado fomos colocados perante a verdade-mor do blog: Magia é energia trabalhada (talvez não seja redundante o complemento: trabalhada pela vontade).

Em uma versão simplificada a proposta é que: esteja você em seu robe negro cercado de velas e sigilos, pelado dançando no meio da floresta ou meditando com os monges do Tibete, a atividade realizada é a mesma: energias estão sendo manipuladas e direcionadas para o determinado fim.

Há quem possa dizer que existe uma falsa implicação nestas palavras: que a cerimônia (em sentido estrito ou não) é apenas uma muleta psicológica na realização do ato mágico.  Bem meu querido amigo, a implicação não é falsa, e é isso mesmo o que estou dizendo.

Sob o ponto de vista técnico nada disso é necessário, uma vez que o magista consiga se concentrar (e por conseqüência colocar-se dentro do mindset apropriado para realização de sua operação) e direcionar a energia.

Em termos bíblicos, consideremos a magia um grande mar:

Durante o tempo vários caminhos por ele foram abertos, rotas navegáveis traçadas, passadas, aprimoradas e etc.

Porém magista, não tenha medo, arme-se de tua vontade e separe as águas em sua frente: crie o seu próprio caminho. (e você nem precisa de um cajado).

Wassail.

(PS: acho que finalmente entendi como se edita textos nesta coisa !  100 pontos para todos !).

This Post Has 3 Comments
  1. Sr, Duende,
    Veja bem, pelo que eu entendi tudo depende apenas da vontade, da vontade verdadeira, aquela profunda, concentrada. Os rituais estudados pelos magistas são apenas muletas para controlar a vontade do mago faze-la entrar na sintonia certa do que se deseja fazer.
    Quanto mais evoluido for o homem, menos ele prescidará de moletas, ele terá tomando conciencia do todo e será capaz de controlar sua vontade, dispensando assim rituais.
    Chega a um ponto em que ele simplemente fala e sua vontade se realiza. Ele diz a um alejado levanta-te e anda e este o obedeçe. Ele diz ao morto acorda que não é tua hora, e esse também atende a sua vontade.
    No entanto, eu pergunto: Todos chegarão a este estágio? Todos temos a centelha da divindade dentro de nós, más será se todos conseguiremos liberta-la?

  2. Caro JP,

    Sim de fato a vontade é a primeira chave da magia. Porém a vontade precisa da fechadura: A energia a ser trabalhada para mudar a realidade.

    Magia é executada de variadas formas, todas apresentando resultados. Qual o significado disso? A minha proposta – e certamente não apenas minha mas incontáveis outros – é que há uma forma simples de entender o que acontece, eis q voltamos a minha explicação inicial.

    Quanto às suas perguntas específico: Minha política a respeito da magia é tudo é possível. Mente mais aberta, menos ceticismo.

    Todos tem o potencial pra chegar “lá”. fato. Todos são capazes de utilizar energia para trabalhos mágicos, outro fato. Todos o farão? Meus dias de otimismo já se foram… ou talvez não, afinal estou aqui me manifestando em público.

Deixe uma resposta

Back To Top
Search