Confissão a Maat (Verdade)

Deusa Maat
Deusa Maat

“Glória a Ti, Ó Grande Deus, Mestre de toda Verdade! Venho à Tua presença, Ó meu Deus, para diante de Ti tomar consciência de Teus decretos. Eu Te conheço e comungo contigo e com Tuas Quarenta e Duas leis que habitam contigo nesta Câmara de Maat…

E nessa verdade que venho comungar contigo, e Maat está em meu pensamento e em minha alma.

Por ti destruí a maldade.
Não fiz nenhum mal à humanidade.
Não oprimi os membros de minha família.
Não forjei o mal em lugar da Justiça e da Verdade.
Não convivi com homens indignos.
Não pedi para ser considerado o primeiro.
Não obriguei pessoa alguma a um trabalho excessivo em meu favor.
Não apresentei meu nome para ser objeto de honrarias.
Não espoliei os pobres tomando seus bens.
Não fiz homem algum passar fome.
Não fiz ninguém chorar.
Não infligi qualquer sofrimento a um homem ou animal.
Não espoliei nenhum templo de suas oblações.
Não adulterei nenhum padrão de medida.
Não invadi os terrenos de outros.
Não roubei terras.
Não adulterei os pesos da balança para enganar o vendedor.
Não falsifiquei a indicação do ponteiro para enganar o comprador.
Não tirei o leite da boca das crianças.
Não desviei a água de onde ela devia correr.
Não apaguei a chama quando ela devia queimar.
Não repeli Deus em Suas manifestações.”

AFIRMAÇÃO
Sou puro! Sou puro! Sou puro! 

Minha pureza é a pureza da Divindade do Templo Sagrado. Por isso o mal não me acometerá neste mundo, eis que conheço as leis de Deus que são Deus. Cro-Maat!”

—————

E você, é puro o suficiente?

Uma oração pra se pensar todos os dias…

Hora da Aventura, espiritualidade e budismo

Hora da Aventura é um desenho FORRADAÇO de easter eggs ocultistas:

E pensar que o Canelinha vira um Sr. Cavaleiro da Vontade depois…

Essa semana o pessoal do canal Meteoro lançou um vídeo falando sobre as referencias budistas e conceitos karma e reencarnação. Está MUITO bom!

Confiram:

 

Japamala Manual

Para quem não tem o japamala, tradicional cordão budista com 108 contas.
Um método para contar mantras sem a necessidade de nada além das próprias mãos:

Polegares, Polegares. Onde estão?

Sua mão direita será a contagem curta (marcada com números)
E a mão esquerda será a contagem longa (marcada com letras).

Primeira posição: Sente-se na sua postura de meditação. Deixe as mãos descansando sobre as coxas, palmas para cima. Coloque o polegar direito no lugar 1, e na mão esquerda coloque o polegar no lugar A.

Uma vez nesta posição, entoe seu mantra. Ao final do mantra deslize o polegar direito para a próxima posição (2). Repita o mantra e mova para a próxima, entoe o mantra novamente. Siga entoando neste ritmo até chegar na posição 12.

Concluído esta volta na posição 12, volte o polegar direito para a posição 1 e deslize o polegar da mão esquerda da posição inicial (A), para a próxima (B).

Continue até que os polegares estejam nas posições “12” e “I”

fonte: Andreas Noleto a muitas eras no fb

Kalama Sutra

Koan

“Tenhais confiança não no mestre, mas no ensinamento.

Tenhais confiança não no ensinamento, mas no espírito das palavras.

Tenhais confiança não na teoria, mas na experiência.

Não creiais em algo simplesmente porque vós ouvistes.

Não creiais nas tradições simplesmente porque elas têm sido mantidas de geração para geração.

Não creiais em algo simplesmente porque foi falado e comentado por muitos.

Não creiais em algo simplesmente porque está escrito em livros sagrados; não creiais no que imaginais, pensando que um Deus vos inspirou.

Não creiais em algo meramente baseado na autoridade de seus mestres e anciãos.

Mas após contemplação e reflexão, quando vós percebeis que algo é conforme ao que é razoável e leva ao que é bom e benéfico tanto para vós quanto para os outros, então o aceiteis e façais disto a base de sua vida.”

Gautama Buddha – Kalama Sutra

A Temperança

Saudações Joviais

Hoje me sinto calmo e paciente – e ainda nem tomei nada do armário de remédios. ainda.  Aproveitando portanto esta vibe Zen, pensei em tirar alguns momentos para falar sobre meditação.

Sim concordo que atualmente é dificil tirarmos um momento para uma atividade tão simples, e acredito que todos temos problemas – ou desculpas – para dizer: ah amanhã eu começo denovo…. – eu sei que eu tenho. :P.

Mas por outro lado talvez nos também estamos ritualizando algo que deveria ser mais simples: Quando se fala de meditação logo se pensa nos monges do tibete, sentar-se em posição de lotus ou para os mais descontraídos deitar na cama confortavelmente.

Continue lendo “A Temperança”

Elogio aos Idiotas

A idiotice tem várias facetas. Há espertalhões, por exemplo, que para não serem considerados burros aplaudem o que não entendem e há pessoas geniais – como Eistein – que passam por idiotas. A verdade é que os idiotas, como os sábios, tentam sempre, sem medo de errar.

Prensa Três

Na vida acelerada do mundo de hoje, todos querem ser espertos, vivos e astuciosos. Ninguém quer ficar para trás – quando você está indo, os outros já estão voltando. Ninguém mais diz frases com segundas intenções: dizem coisas com terceiras, quartas e quintas intenções. Frases que, com sorte, um leigo demora de dez a 30 minutos para decifrar, e até dois dias para imaginar uma resposta à altura.

Em compensação, alguém que diz diretamente aquilo que pensa acaba provocando escândalo e mal-estar. É imediatamente catalogado como perigoso e tratado como idiota. A sinceridade parece contrariar as normas da convivência e da boa educação modernas. Assim, as pessoas bem-educadas são amáveis, mas nem sempre se deve acreditar no que dizem.

A idiotice é um tema vasto, com muitos aspectos diferentes, que sempre esteve presente na minha vida e está inscrita com destaque na cultura brasileira. Um exemplo disso são as tradicionais piadas de português. Elas são uma projeção da brasilidade. No fundo, os portugueses idiotas das piadas somos nós. Os episódios que envolvem Manuel, Joaquim e Maria são todos uma parte da alma do nosso país – tanto é assim que só são conhecidos no Brasil. Em Portugal, ao contrário, circulam piadas de brasileiros.

É certo que, quando examinamos a questão da inteligência e da idiotice, surgem algumas perguntas indiscretas: o que é, afinal, inteligência? O que é burrice? Quantos tipos há de idiotas? Continue lendo “Elogio aos Idiotas”