skip to Main Content
duende@divagacoes.org

Austin Osman SpareContinuando com a série Chaos, vou mostrar uma pequena pitada da história do criador do Zós Kia Cultus, e com o tempo vou atualizando  sua biografia. (Parte 1 AQUI )

Austin Spare nasceu a meia noite do dia 31 de dezembro de 1886 em um subúrbio Londrino chamado Snow Hill. Seu pai era um Policial Londrino, frequentemente ocupado a noite.

Spare mostrou um talento natural para desenhar ainda novo , e de 1901-1904 deixou a escola para servir como aprendiz em obra de arte de vidro colorido, mas continuou sua educação no Art College em Lambeth. Em 1904 ele ganhou uma bolsa para o Royal College of Art. Naquele ano ele também exibiu uma pintura na academia real pela 1º vez.

Em 1905 ele publicou seu primeiro livro, “Earth Inferno”. Foi primeiramente escrito para ser um livro de pinturas, mas incluiu comentários que mostravam algumas se suas visões e tendencias espirituais. John Singer Sargent saudou-o com um gênio aos 17 anos. Em um tempo não específico na sua adolescência Spare foi iniciado em um culto às bruxas por uma feiticeira chamada Senhora Patterson, a qual Spare referenciou como sua “Segunda Mãe”. Em 1908 ele realizou uma exposição na Bruton Gallery. Em 1910 ele foi, por pouco tempo, um membro a Aurora dourada (Golden Down). Desencantando com eles, ele mais tarde participou da Astrum Argentium de Crowley. A Associação não durou muito. Crowley disse considerar Spare ser um Mago Negro. Em 1909 Spare inicia a criação do “Livro dos Prazeres”.

Em 1912 sua reputação estava crescendo rapidamente no mundo da arte. Em 1913 ele publicou seu “Livro dos Prazeres”. É considerado ser seu mais importante trabalho mágicko, e inclui detalhadas instruções para seu sistema de sigilização e as “posturas de morte”- os quais o tornou mais conhecido.

De 1914 a 1918 ele serviu como um artista de guerra oficial. Ele foi destacado para o Egito, onde teve um grande efeito sobre sua vida. Em 1921, ele publicou “Focus of Life”, outro livro de desenhos com seus comentários únicos e magickos. De 1921 a 1924 Spare atingiu o topo de seu sucesso artístico, em 1924 ele publicou o “Anathema de Zos”, no qual ele efetivamente corta relações com seus falsos e modernos “amigos” artistas e Beneficiários. Ele retornou para o sul de Londres e ocultamente encontra a liberdade para desenvolver sua filosofia, arte e magia.

Em 1947 Spare encontra Kennet Grant e torna-se ativamente envolvido com outros ocultistas conhecidos nesse período. De 1948 a 1956 ele inicia um trabalho sobre o Grimório definitivo do “Zós Kia Cultus”, que é referido em seus vários textos. Este fica incompleto e é sintetizado por Kenneth Grant, que herdou todos os escritos de Spare e muita destas informações foram incluídas em “Images and Oracles of Austin Osman Spare” por Kennet Grant, mas ainda tem alguns trabalhos não publicados que Grant planeja publicar após completar sua série Typhoniana.

Referências para esta seção são em sua marioria da introdução de Christopher Bray para “The Collected Works of Austin Osman Spare” e dos “Excess Spare’”, que é uma compilação feita pelo “The Temple Ov Psychic Youth” de artigos impressos sobre Spare de varias fontes.

Parte 2
By Mark Chao, Traduzido por PChesini

Parte 3 continua AQUI

This Post Has 9 Comments
  1. Em algum post em algum dos TdC vc mencionou sobre cursos em Bauru, Ourinhos e região. Bem, sou de Assis, estou interessado, e ofereço minha ajuda no que for preciso para trazer o DD e seus cursos para essas bandas!

    Abraços!

Deixe uma resposta

Back To Top
Search